Imagem ilustrativa com o desenho do ano de 2017
Gestão

Retrospectiva: 5 acontecimentos que marcaram o mercado em 2017

12/12/2017 • por meuSucesso .com

No Brasil e no mundo, diferentes acontecimentos marcaram o ano

O ano de 2017 foi atípico. Por um lado, representou a reorganização de muitos dos países que ainda sofriam com efeitos de crises financeiras, econômicas e fiscais. Por outro, o acirramento das fraturas políticas criou um ambiente de insegurança e incerteza. Mesmo assim, podemos dizer que saímos dessa jornada melhores do que prevíamos. Só não sabemos se será possível manter o otimismo para 2018.

No Brasil e no mundo, diferentes acontecimentos marcaram o ano e afetaram de alguma maneira os mercados e a forma como as empresas fazem negócios. Por aqui, pelo menos dois fatos relevantes merecem destaque:

Reforma trabalhista

Depois de muitas disputas, o Congresso conseguiu alterar a Consolidação das Leis Trabalhistas. O assunto ainda deve render questionamentos jurídicos e pode sofrer alterações após a eleição de um novo presidente no ano que vem. Mas é inegável que esse é um tema que afeta profundamente a atuação das empresas no Brasil.

Queda dos juros

Depois de uma escalada de aumentos, o Brasil voltou a ter uma política de decréscimo de juros nos últimos meses. Isso é positivo para quem empreende e, se mantido, pode ajudar a reaquecer ainda mais o mercado em 2018.

No mundo, o clima de incertezas e tensão bélica são os assuntos mais marcantes do ano:

Tumulto geopolítico

Com a eleição de Donald Trump, os EUA assumiram uma política externa mais agressiva, com a saída do país de vários acordos e o aumento da pressão sobre adversários. O resultado dessa posição ainda é incerto, mas aliados que apoiaram o magnata em sua disputa já questionam a postura que vem sendo implementada. Na posição de maior economia do mundo, os EUA afetam todos os mercados.

Europa sob incertezas

Com o aumento do clima separatista, um dos principais blocos econômicos do mundo vive sob intensa pressão. Caso a União Europeia entre em declínio, centenas de organizações vão precisar mudar profundamente seus processos, hoje sedimentados em acordos como os de livre-comércio e de tráfego de cidadãos entre os países do bloco.

Que 2018 nos ofereça um pouco mais de previsibilidade!

Comentários