Empreendedorismo

A paixão pela cachaça se tornou uma franquia de R$ 140 milhões [INFOGRÁFICO]

31/07/2017 • por meuSucesso .com

O Estudo de Caso do Delfino Golfeto, fundador da rede Água Doce está chegando. Participe da pré-estreia e conheça de perto o empreendedor.

Antes da rede de restaurantes Água Doce chegar ao nível e patamar atual, com cerca de 90 franquias e faturamento de R$ 140 milhões por ano, foi preciso trilhar um caminho repleto de resiliência, força e crença de que o negócio iria dar certo. Delfino vem de uma família humilde do interior de São Paulo, da pequena cidade de Tupã. Ele e seus irmãos ajudavam nas despesas da casa e trabalhavam tanto na roça quanto no comércio para ajudar a pagar as contas da família.

Amante da agricultura, o jovem Delfino decidiu sair de casa para fazer um curso técnico em agronomia em outra cidade, o que seu pai não aprovava. Ele acreditava que os estudos que Delfino teve já eram suficientes e não aceitava o fato do filho viver longe de casa, mas Delfino sabia que podia mais. Nessa época, a cana de açúcar estava em alta, devido ao seu uso como matéria prima da fabricação do álcool como combustível, e era evidente que havia uma oportunidade de crescimento para quem entendesse do assunto.

Durante a carreira profissional como especialista em açúcar e álcool, conheceu diversas usinas, começou a trabalhar em muitas delas e, por fim, tornou-se um especialista em cachaça à medida que se aproximava e conhecia diversas destilarias da região. Em 1985, conheceu Sílvia, com quem se casou e se tornou uma grande parceira para o que estava por vir. Em 1990, Delfino começou a empreender de forma despretensiosa, fez da paixão pela cachaça uma forma de ganhar dinheiro. Num balcão improvisado, dentro de casa, servia a bebida e coquetéis inovadores que vinham acompanhados de petiscos preparados pela esposa. Mais tarde, o negócio ganhou forma, ocupou a garagem de casa, deu espaço a pratos mais sofisticados, como o feijão tropeiro, e ganhou fama na cidade de Tupã. A essência do negócio estava criada: a facilidade e o jeito para criar “drinks” e servir a típica cachaça, aliada à boa comida da esposa Silvia foram a receita especial para o crescimento do negócio. Veja abaixo mais detalhes dessa história e o que você irá aprender no Estudo de Caso do empreendedor.

 

O conteúdo do infográfico é o seguinte: A história de Delfino: do boteco na garagem para uma rede milionária de restaurantes Delfino Golfeto fundou a Água Doce aos 38 anos ao montar um restaurante improvisado na garagem da casa, em Tupã, interior paulista. De forma despretensiosa o negócio ganhou fama, ficou conhecido e conquistou o Brasil ao expandir-se. Hoje, a rede fatura R$140 milhões por ano ao oferecer a ‘típica comida de vó” com muita fartura e um gostinho do interior. O que você vai aprender no Estudo de Caso •	A importância das conexões e do relacionamento de confiança. •	Como aliar o seu propósito e história de vida à essência do seu negócio. •	Incorporar crescimento e qualidade aos padrões de um processo de franquias. •	Como romper crenças limitantes. Encontre-se com Delfino No dia 07/08 você tem um encontro marcado com Delfino que irá contar em primeira mão no evento de Pré-estreia qual é o segredo especial do sucesso da rede de restaurantes Água Doce. Assista também a um documentário cinematográfico sobre essa história incrível exibido na tela IMAX do cinema da Cinépolis! O evento acontece no Shopping JK, em São Paulo, às 20h30.

Comentários